domingo, 13 de março de 2011

De como não acabei de falar do Carnaval...

De como me diverti com as fantasias:
Não tinha muita noção do quanto as pessoas levavam a sério as festas temáticas. Tivemos o dia do pijama, o dia da fantasia, o dia do branco e o dia do troca. Algumas vezes me percebia apontando para as pessoas e rindo. O que eu poderia fazer?! Era engraçado.
Se não tivesse chovido eu teria levado a máquina fotográfica e, quem sabe, mostraria aqui o meu Top 5.
Além dos tradicionais palhaços, abelhas, super-heróis, piratas, enfermeiras, e policiais, vi rolos de papel higiênico, a presidente Dilma, João-sem-braço, balas chita...


De como perdi o ônibus pro hotel:
Não que fosse grande coisa, pois perdi o ônibus algumas vezes durante todo o Carnaval, mas o dia ao qual me refiro eu estava ensopada, com frio, com vontade de fazer xixi e a caminho do meio de transporte que, rapidamente, me deixaria no hotel.
Um (super) amigo pediu: "Ok, vou fazer xixi ali, esperem rapidinho!!" e entregou seu copo cheio de bebida para minha amiga. Quanta ingenuidade. Não é que esperamos?? Esperamos, esperamos e esperamos. Quando demos conta, o ônibus foi e nós ficamos ali, paradas, com cara de tacho.

(Se a minha vida fosse um filme, exatamente nessa hora apareceriam duas orelhas de burro na minha cabeça e a cena seguinte mostraria o "amigo" rindo descontroladamente.)

Até corremos e procuramos alguma coisa parecida com o nosso ônibus, enfim. Como nos outros dias em que não fomos de ônibus a ideia era voltar de táxi e pronto, tudo ficava bem. Mas adivinha? Foi bem nesse dia que também perdemos o documento e o dinheiro que estava junto (como contei no post anterior), ou seja, não poderia pagar um táxi para voltar. "GRANDE MERDA" - pensei.
Sorte que um monitor gente fina ofereceu uma carona dizendo: "Mas só vou até ali por perto, não vou deixá-las no hotel, tudo bem?". O que eu ia dizer?
- "Não, prefiro voltar o caminho todo a pé, tchau!" ?
- "Não, vai tomar suco de cajú!" ?
Só disse a seguinte frase: "Bom, por mim..."

O que não esperávamos era que essa carona saísse só dali trinta ou quarenta minutos. Trinta ou quarenta minutos é tempo suficiente pro xixi apertar de uma maneira sinistra, porém, não era tempo suficiente para ir até o banheiro e voltar a tempo de não perder o segundo ônibus... Foi tenso.
O chinelo molhado machucando os pés, as pernas bambas, os dentes batendo, o corpo gelado pedindo um banho quente e eu alucinei falando sem parar. Perguntando e respondendo a mim mesma coisas como:
- Você foi idiota? - Sim!
- Você tá com frio? - Certeza!
- O que vai dizer pro "amigo"? - Vou apontar o dedo na cara dele e dizer: "..."
- Você vai fazer isso de novo? - Talvez...
- Você queria sua cama agora? - Definitivamente.

Ai ai, pura diversão...

3 comentários:

  1. De como eu rachei o bico com esse post!!! Ahahahaha

    Ainda bem que vc omitiu algumas informações. Kkkk!!!
    "..."

    Vc tava idiota: SIM!

    ResponderExcluir

Comentários